sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Filosofia Grega

A Escultura “O pensador”, de Rodin, é um dos ícones da filosofia.
A filosofia tem uma história de mais de dois mil e quinhentos anos. Foi na Grécia Antiga que esta ciência surgiu e tomou as primeiras proporções. Embora vivessem em cidades-nações distintas e rivais entre si, os gregos conseguiram desenvolver uma comunidade única de língua, religião e cultura, que foi responsável pelo grande avanço da ciência na Idade Antiga. A genialidade grega foi responsável pelo avanço de diversas áreas do conhecimento, como artes, literatura, música e filosofia.

A filosofia grega pode ser dividida em três fases: período pré-socrático, socrático e helenístico. No período pré-socrático, a Filosofia foi utilizada para explicar a origem do mundo e das coisas ao redor. Os pré-socráticos buscavam um princípio que deveria ser presente em todos os momentos da existência de tudo. Os principais filósofos dessa fase foram: Tales de Mileto, Heráclito, Anaximandro, Xenófanes e Parmênides.

O período socrático foi caracterizado pela mudança em relação ao objeto de estudo da filosofia, passando da metafísica para o homem em si. Esse caráter antropológico se deu através dos três principais filósofos gregos: Sócrates, Platão e Aristóteles.

O período helenístico compreende desde o final do Século III a.C até o Séc. II d.C. Essa fase foi marcada pela associação da visão cristã à filosofia, passando a crer mais em soluções individuais que coletivas. Entre os filósofos deste período, podemos citar: Marco Aurélio, Séneca, Epíteto, Lucano, Pirro de Elis, Antístenes, Diógenes de Sínope, etc

2 comentários:

  1. Parabéns às meninas do 1º ano 3 da Escola Estadual Delfim Moreira de Virgínia/MG por essse blog tão interessante sobre a filosofia grega...show de bola...ah que tal postarem algumas questões para debate?

    ResponderExcluir
  2. Ah...coloquem seus nomes e fotos...

    ResponderExcluir